artigo em português

Teste GenoBalance

Pubblicato il
teste GenoBalance



Teste GenoBalance

Processamento do teste GenoBalance

A resposta do teste GenoBalance e do seu  mapa alimentar NIGEF

Teste Genobalance e o Mapa alimentar são processados ​​pela equipe médica / científica do Polo Scientifico di Ricerca ed Alta Formazione.

O resultado do teste GenoBalance não propõe a dieta habitual que leva em conta o peso e as calorias dos alimentos, mas sim uma dieta personalizada em seu genoma que indica quais alimentos são mais ou menos compatíveis com o nosso corpo.

Para que o corpo humano funcione corretamente, ele precisa introduzir quantidades corretas de calorias, mas se o alimento não for metabolizado corretamente, temos um consequente mau funcionamento do organismo.

Enzimas e DNA

Um exemplo típico é o do leite, há pessoas que o digerem perfeitamente, mas outros, devido à falta da enzima lactase, têm uma série de problemas mais ou menos grave.

As enzimas são construídas a partir do DNA, portanto saber se o DNA ativa ou não  adequadamente a enzima lactase é útil para o processamento da dieta genômica.

Hoje muitas pessoas sabem que são intolerantes ao leite, mas não sabem que podem ter problemas metabólicos com outros alimentos como: café, frango, salmão, arroz, etc.

Um metabolismo alterado pode levar a problemas digestivos, ganho de peso e mudança de humor.




Genes e processos metabólicos

O teste identifica quaisquer alterações nos genes que regulam as seguintes áreas do metabolismo:

 

Metabolismo

Gene

Genótipo

Controle de peso

PPARG rs1801282

GG

Serotonina

SLC6A4 S/L

SL

Ácido fólico

MTHFR rs180113

TT

Catecolaminas

COMT rs4680

AA

Neurotransmissores

MAOA uVNTR S/L

SL

 

Metabolismo Ácido fólico essencial para a síntese de DNA e proteínas, na prevenção de algumas malformações neonatais do sistema nervoso (espinha bífida).

Prevenção de outros riscos para a saúde, por exemplo, regulando os níveis sanguíneos do aminoácido homocisteína.

As catecolaminas desempenham um papel fundamental na capacidade individual de responder aos estressores.

O estresse, se não for adequadamente controlado, pode levar a problemas psicológicos, reduzir o bem-estar e aumentar o risco de desenvolver doenças graves, como doenças cardiovasculares.

Os neurotransmissores do gene MAOA, por exemplo, codificam a monoamina oxidase A, uma enzima fundamental para a degradação da serotonina, noradrenalina e dopamina.

O teste de GenoBalance pode então identificar quaisquer variantes de DNA correlacionadas com o comprometimento genético.

 

Estilo de vida e epigenética

No exemplo da História da Enrica, podemos ver como as três variáveis ​​de nutrição, estilo de vida e meio ambiente desempenharam um papel fundamental no desenvolvimento de uma doença para a qual ela não estava predisposta.

Aplicando os resultados do mapa alimentar, no caso de uma deficiência genética, será necessário alterar a dieta para evitar o desenvolvimento de doenças.

O mapa alimentar tem 4 cores diferentes e cada alimento é distinguido por um valor de adequação que varia de 0 a 100.

Um alimento com um valor alto de adequação, indica que é adequado para o nosso corpo, ou seja, contribui positivamente para o seu equilíbrio.

Um valor baixo de adequação,  indica que o alimento não da bom resultado  terapêutico e prejudica a longo prazo o metabolismo e consequentemente a saúde.

test Genobalance

 

O relatório, portanto, indica quais alimentos são mais adequados para minimizar o risco genético detectado pelo teste.

Os dados genéticos por si só não podem ser suficientes para entender como uma pessoa tem que comer, não é uma dieta “faça você mesmo”.

O teste GenoBalance e o Mapa Alimentar NIGEF devem necessariamente ser avaliados por um nutricionista que relacionará a situação clínica e fisiológica do paciente.

 

 

O laudo do teste de DNA é de responsabilidade do Dr. Flavio Garoia PhD Biologista Geneticista

Para mais informações e para saber o preço Whats App + 55 47 999 14 5573

 



 

@DrTraverso ©  titolare del  Copyright 2019

Disclaimer

Fonte

Polo Scientifico di Ricerca ed Alta Formazione.

La storia d’Enrica